domingo, 11 de janeiro de 2015

TEMPESTADE NO DESERTO - F-14 TOMCAT

O Grumman F-14 Tomcat foi um caça supersônico, impulsionado por dois motores, provido de asas de geometria varíavel e tripulado por dois elemento. Projetado e produzido pela Grumman Aerospace Corporation para Marinha dos EUA, ele foi criado para suplantar o McDonnel Douglas F- 4 Phantom. Ao longo de trinta e cinco anos de serviço ativo, a bordo dos porta-aviões norte americanos, foi provavelmente o caça de superioridade aérea mais importante na chamada guerra fria. Responsalvel pela defesa aérea da frota, tinha como missão secundária a escolta de outras unidades aéreas em missão de ataque e já ni final de sua vida operacional veio a revelar ser uma extraordinária plataforma para função de ataque ao solo com precisão.

sábado, 10 de janeiro de 2015

TEMPESTADE NO DESERTO - VOUGHT A-7 CORSAIR

O  A-7 Corsair é um avião monorreactor, trem de triciclo retrátil, asa alta, destinado a missões de ataques a alvos de superfície a partir de porta-aviões, fabricado pela Ling Temco Vaught, o modelo baseia-se no F-8 crusader. Desde 1965 até a produção terminar em 1984 foram fabricados 1.569 aparelhos.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

F- 4 PHANTOM

O F- 4 Phantom é um caça bombardeiro de alto desempenho, tripulado por dois elementos e capacitado para operar em todas as condições meteorológicas e de luminosidade. Desenvolvido originalmente durante a segunda metade da década de 1950 pela Mc Donell Douglas Corporation, mais tarde McDonell e atual Boeing, entrou ao serviço da Marinha dos EUA no final de 1960. Inicialmente desenvolvido para uso em porta-aviões como interceptor de longo alcance, providenciando a defesa aérea da frota, vendo a demonstrar uma grande flexibilidade de desempenho, sendo também adotado pela força aérea, pelo corpo de fuzileiros e ainda por dezenas de países aliados, revelando-se uma aeronave capaz de executar uma ampla gama de funções, desde a intercecção até o bombardeamento, passando pelo reconhecimento e pela guerra eletrônica, para o que foram desenvolvida versões especificas. Em finais de 1979, quando sua produção foi terminou tinham sido construidos 5.195 exemplares de todas as variantes, das quais 2874 para USAF, 1264 para Marinha e Marines e 1057 para exportação, mantendo-se na atualidade ainda em atividade em algumas nações, após uma extensiva atualização. Algumas aeronaves são relembradas pela enorme quantidade de unidades construidas, outra pelo elevado tempo de utilização em serviço, outras ainda pela confiabilidade no comprimento de suas missões.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

LOCKHEED AC-130

O Lockheed AC-130 é um caça fortemente armado, sua estrutura básica é fabricada pela lockheed, enquanto a Boeing é responsável pela conversão em um caça e para a sustentação da aeronave. Único usuário do caça é a Força Aérea dos EUA. O AC-130 é um avião de longa resistência fortemente armado, levando uma série que são integradas com sensores sofisticados, navegação e sistema de controle de fogo. Ele é capaz de fornecer um poder de fogo de precisão ou zona de saturação de fogo sobre uma área alvo, durante um longo período de tempo, durante a noite ou em condições atmosferícas adversas. O conjunto de sensores consiste em m sensor de televisão, infravermelho e radar. Estes sensores permitem identificar visualmente alvos terrestres a longa distancia.

E-2 HAWKEYE

Este twin-turbohélice foi projetado durante o final dos anos 1959 e inicio dos anos 1960 pela Aircraft Company Grumman para Marinha dos EUA como substituto do modelo E-1 Tracer, que foi rapidamente se tornando obsoleto. O desempenho da aeronave foi atualizado com o E-2B, e as versões  E-2C, onde as maiorias das alterações foram feitas para os radares e comunicação de rádio e outros componentes eletrônicos. A quarta versão do Hawkeye é o E-2D, que voou pela primeira vez em 2007. O E-2 foi o primeiro avião projetado especificamente para seu papel, ao contrario de uma modificação de estrutura existente, como o Boeng E-3 Sentry. As variantes dos Hawkeye estiveram em produção contínua desde 1960, dando-lhe a mais longa corrida de produção de qualquer transportadora baseada.

domingo, 4 de janeiro de 2015

F-117 NIGHTHAWK

O F-117 Nighthawk é o primeiro avião operacional no mundo projetado para explorar a tecnologia stealth low observavél. O desing do único assento fornece a capacidade de combate execepicionais. Sobre o tamanho de um F-15 Eagle, a aeronave bimotor é alimentada por dois motores General Eletric F404 motores turbofan e tem fly-by-wire controles de vôo quadruple reduntantes. O F-117 pode empregar uma variedade de armas e esta equipado com sistema de navegação e ataque sofisticado integrados a uma suite de aviônica digital que aumenta a eficacia da missão e reduz a carga de trabalho do piloto.O caça Stealth atacou os alvos mais fortificados durante a Tempestade no Deserto e foi o único com permissão para atacar alvos dentro dos limites da cidade de Bagdá. Apesar de 36 caças stealth foram implantados na Tempestade no Deserto e foi responsável 2,5 por cento do total de 1.900 caças e bombardeiros, eles voaram mais de um terço do bombardeiro executado no primeiro dia da guerra. Ao todo, durante a Tempestade no Deserto o caça realizou mais de 1.250, lançou mais de 2.000 mil toneladas bombas e voaram mais de 6.900 horas.
Um A-4 Skyhawk da FAB